Sobre



Antes do Café: extraforte surgir, houve o Instantâneos, um blog para falar da vida, quando eu era mais nova e já me metia a escrever - tudo culpa da internet popularizada e dessa nossa vontade de conhecer o mundo e explorar. Tive de tudo um pouco: tumblr, myspace, orkut, fotolog, flickr. Já conversei e fiz muitos amigos no mirc, no icq e no msn também, mas nunca frequentei o bate-papo da Uol. 

O Café: extraforte chega um pouco depois dessa febre toda e já no final da minha graduação em Cinema. A ideia era justamente produzir críticas de filmes, artigos, análises sobre a arte e a produção em torno do audiovisual. Na época, era mais fácil focar apenas em filmes e seus realizadores maravilhosos. 

cinema-viagens-livros

Chegamos em 2020 de uma forma mais ampliada, sem perder a ideia inicial e a equipe de um, mas trazendo outros tópicos que me interessam e, acredito, também são objetos de paixão e desejo de boa parte de nós - a cultura. Aqui, falamos majoritariamente sobre Cinema e Literatura, mantendo um canal aberto para as Viagens e, claro, o que move o mundo: Café.

Eu vejo o Café: extraforte como um espaço de influência, referência e debate, um lugar para trocar ideias, uma ampliação de todos os meus bate-papo virtuais e reais sobre todos os assuntos e com o maior número de pessoas possível - a pluralidade é sempre bem vinda e necessária.

Da mesma maneira, é um espaço em permanente transformação, assim como eu, e de aprendizado tanto sobre redes sociais, informação e meios digitais, quanto sobre nossa própria cultura. Temos uma adolescência, estes 13 anos de formação e informação, e vem muito mais pela frente. Estamos crescendo e nos aprimorando em recursos e assuntos, para manter a missão de comunicar, entreter e, sempre, conversar. 

Puxa uma cadeira e senta aqui, que já faço um Café pra gente. =)
Vamos conversar também sobre projetos, marketing digital e produção de conteúdo?
Passa no portfólio e me manda um e-mail que respondo assim que chegar!