Abril 2021 | Isolamento e Pituca

abril 19, 2021

Chegamos a meados de abril de 2021 e muita e pouca coisa mudou nestes meses de distanciamento social e pandemia. O tempo passa atrasado e arrastado e, neste descompasso, a coisa aqui no Café foi se encorpando em potência, mas ficamos nisso. Nenhum café foi passado. Chego hoje, como quem não quer nada, para botar o papo em dia.

imagem de pituca, a minha cachorrinha.

Bem assim mesmo, como blogueira pós-adolescente dos anos 00 que fui e sou. Da época em que não existia digital influencer ou blogueirinhas, a menos que fossem bem jovens e crianças. Chego de mansinho para falar da vida, deixando um pouco de cada coisa nas entrelinhas e trazendo meu novo amor, Pituca.

Projeto de 2020, execução perfeita em 2021, Pituca chegou cabisbaixa, meio adoentada, séria e rosnando. Aos talvez dois meses de vida, foi encontrada num terreno baldio por alguém e levada para um lar de adoção de bichos sofridos. Cuidaram dela mas, ainda assim, não perceberam uma coisa ou outra. Faz parte.

Pituca enveredou em um isolamento social comigo desde 30 de janeiro e dele ainda não saiu. Não terminou as vacinas, curou as doenças. Cresce aqui e na casa de meus pais, corre na grama da casa em ruína que será obra em algum momento. Feliz agora, passou muita coisa e as cicatrizes são a prova da perversidade humana. Passou.

Pituca atravessou meu coração assim que a coloquei no colo e ela segue dormindo as manhãs e animando as tardes, e mostra que quem manda aqui é ela. Me deu qualidade de vida, o melhor significado para distração e me julga: me olha na cara quando passo tempo demais no celular e de menos com ela. Reclama que trabalho muito, resmunga se acordo no meio da noite. Pituca sabe viver.

Os cachorrinhos nos mostram como a vida deve ser. Não se preocupando com muito, reclamando seus direitos, comendo quando dá fome, bebendo muita água. Até exercícios físicos regulares ela faz, correndo para gastar essa energia de criança dentro do apartamento mesmo, do jeito que dá. Dorme cedo e acorda cedo.

Nestes tempos de pandemia, consegui sair para caminhar até março e pretendo voltar logo, assim que os números soteropolitanos da pandemia permitirem. A coisa tem melhorado, e tá dando uma saudade imensa de tomar um café com algum amigo e amiga e falar da vida. Imagina a alegria que vai ser viver isso de novo?

Por enquanto, sigo aqui, atualizando a vida com ela mesma, mas prometo conteúdo tão bom quanto esse café desejado em breve. Com novidades, histórias, livros, filmes e reflexões. E, provavelmente, mais casos de Pituca. 

Aproveitando, mando duas dicas inspiradoras, para quem lê em inglês (é assim que eu treino os idiomas, lendo coisas 'aleatórias' nas redes): Deliciously Ella, provando que a vida pode ser mais leve e parece que, sempre deliciosa, e, Brain Pickings, que os amigos que lêem em menor frequência me indicaram e é apenas ótimo. Devo comentar estas referências em breve e porque me fisgaram. Ah! Se você tiver dicas inspiradoras, me manda. Estou fazendo uma curadoria de conteúdo para viver melhor (e ver menos notícias).

Volto logo. 

***

Quer me ajudar a manter este Café sempre inspirado e inspirador? Dá uma passadinha no buy me a coffee e me paga aquela dose maravilhosa de cafeína que tanto amamos. 💓

You Might Also Like

4 Comments

  1. Que bom que vc voltou! A gente sabe que está com saudades mas só qnd a gente encontra é que parece que percebe o quanto. Com seu texto não foi diferente... sempre essa escrita que me envolve. Quero saber o que mais essa pituca anda aprontando, quero embarcar em breve em mais um novo conto, uma nova crônica, uma nova estória com seu olhar e seus pontos de vista.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhh essa nossa eterna troca. Que saudades disso! E amei que vocês ficaram 'presas' em Salvador e pudemos nos encontrar. Mas, também amo que a vida esteja quase voltando aos eixos pra gente, então vamos com o que temos <3 vou trazer mais histórias pra cá sim, esse é o plano, pelo menos. E, como sempre, as portas do café estão sempre escancaradas para você - com ou sem isolamento social! beijo, gata!

      Excluir
  2. Voltou! Q delicia.
    Essa Delicious Ella é a menina do documentario do Zac Efron? PQ ela me parece familiar...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Voltei! E com planos para a senhorita também! Se ela é a do Zac Efron, não lembro... agora cê me pegou, mas acho que não... dá uma olhada nas coisas dela, tem bastante coisa interessante e ela também está sendo mãe de baby entre outras coisas ;)
      Saudades mil! <3

      Excluir

Para inspirar


O que a gente tem que buscar é a alegria, essa se esconde delicada na correria dos dias, não se oferece de pronto, quer ser encontrada, surpreendida, amada.

Tudo é rio, Carla Madeira

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *