O pai do Gay, Camila Lourenço

by - agosto 24, 2020

cary-grant-randolph-scott
um verbete em alemão para “alegre”
derivou ao francês como “gai”
e ganhou o mundo em inglês.

antes do acrônimo+, “gay” era ainda mais extenso:
alegre, espontâneo, entusiástico, despreocupado, hedonista, feliz.

uma franciscana sede gay se criou só 
durante o “That '70s Show”.
muito antes do Pink Money,
Gay saiu do armário junto com o Lysergsäurediethylami

1938
o LSD foi descoberto!
justo seu grande entusiasta 
- o galã de Hollywood que recomendava o uso terapêutico do LSD às donas de casa -
sexualizou o gay.

Gay se assumiu sexo na boca de Cary Grant 
aos saltos, travestido de mulher.
a cena é do filme “Bringing Up Baby”*,
incessantemente adiado devido os
ataques de Hepburn e Grant - de risos.

entre 1932-1944, Grant riu com Randolph Scott
as fotos caseiras da dupla nos despertam romance.
reputação vendida às revistas como “salão dos solteirões”
cobiça às mulheres. virilidade.

Cary Grant
atraído ou não pelo mesmo sexo 
seguiu a vida despreocupado 
em busca de suas próprias alegrias 


*Cary Grant em Bringing up baby, com Katherine Hepburn (1938)
**Na foto: Randolph Scott e Cary Grant.

***
Quem escreve
Nasci paranaense, mas sou santista - de traços cariocas e pontos em SP. Amo prosear com alvitre de verdade. O Mercúrio é mesmo em Áries… mas quem rege é o ascendente em vô de Minas. Você me acha no instagram.

Você também pode gostar

0 Comentários