Netflix - Junho 2020

by - junho 30, 2020

Último dia de junho e estamos como? Arrumando a casa, faxinando, lavando prato, cozinhando como nunca nessa vida. Quem pode ficar em casa precisa mesmo segurar a onda, porque infelizmente ainda não chegamos naquele momento tão aguardado de controle da pandemia. Enquanto isso e para não enlouquecer, cheguei para te salvar!!


As dicas de junho estão bem variadas, isso é um fato. Com a tristeza que foi o caso de George Floyd e sua repercussão - especialmente pelo racismo nos Estados Unidos ser tão bizarro e acintoso - trouxe umas coisas aqui e nas dicas Amazon Prime, também deste mês, para repensarmos um pouco o que se vive lá e o nosso dia-a-dia nem tão diferente assim. Mas, tem também leveza no meio do caos, com uma seleção animada de filmes e séries para darmos aquele respiro antes ou depois do noticiário - que eu, particularmente, não assisto há bastante tempo. As notícias, acompanho em texto, nos sites de imprensa, porque de alguma forma me parecem menos apelativas e consigo digerir de forma menos pior. Pode ser uma boa dica essa. Mas, vamos à nossa seleção!

ava-duvernay-netflix
Olhos que condenam (2019)
Minissérie lançada ano passado pela Netflix. Baseada em fatos reais, conta a história de como cinco adolescentes foram acusados e presos injustamente por um ataque a uma mulher branca no Central Park, na Nova York dos anos 80. Criada por Ava DuVernay, a mesma que dirigiu 13a emenda (também na Netflix), mostra a injustiça e racismo históricos dos Estados Unidos. Após a série, ainda há uma entrevista especial com Oprah Winfrey e os jovens, agora adultos, no streaming. Condizente com nosso triste ano, especialmente para que este caso, o mais recente, de George Floyd e tantos outros não sejam esquecidos. Nazistas, racistas, fascistas, não passarão.

valeria-netflix
Valeria (2020-)
Série espanhola sobre quatro amigas adultas vivendo a vida entre relacionamentos, amizades e trabalhos. Um pouco como Sex and the City destes anos 2020, talvez mais bobo. Traz a comédia, o drama e o romance leves para nos distrairem nestes dias complicados. 

quase-feliz-netflix
Quase Feliz (2020-)
Outra série ótima para passar o tempo é Quase Feliz. Comédia argentina não pastelão, conta a história do portenho Sebastian, separado e pai de dois filhos, que busca uma nova forma de conviver com a ex esposa e se reconciliar com a própria história. Apresentador de um programa de rádio, conta ali seu cotidiano e, ao decorrer da série, outros tópicos surgem, como apps de relacionamento, os pais, a velhice, sexo, a amizade com a ex, carreira e por aí vai. Inteligente e sincero, vale muito.

jeffrey-epstein-netflix
Jeffrey Epstein - poder e perversão (2020)
Nova série documental que trata de criminosos e suas histórias bizarras. No caso de Epstein, há o agravante de ser um estuprador de crianças e jovens mulheres, além de ter feito tráfico sexual com algumas das vítimas. Rico, inteligente, poderoso e influente (ele conviveu de perto com a alta classe americana e inglesa, como Trump, Clinton e príncipe Andrew), era impossível ser preso por seus crimes. Com os movimentos feministas contra o assédio dos últimos anos, mais uma vez seu nome veio à tona e então virou manchete em todo o mundo. A série acompanha a trajetória de seus crimes em escala mundial, denunciando sua rede de influências e a compra da justiça norte americana. Dá muita raiva e nojo, mas precisa ser visto.

gone-girl
Garota exemplar (2014)
O diretor de Clube da Luta, Seven, O Curioso Caso de Bemjamin Button entre outros, traz essa adaptação do romance homônimo de Gillian Flyn. O suspense conta a história do desaparecimento de Amy (Rosamund Pike), casada com Nick (Bem Affleck). A partir disso, indícios criam a suspeita de que Nick poderia ser o responsável, ao mesmo tempo em que gera desconfiança no próprio sobre sua esposa. Em paralelo, vemos a trajetória da mesma e tentamos juntar as peças. Com roteiro brilhante e uma trama intricada, homenagens a Alfred Hitchcock pipocam em algumas cenas e fazem os mais atentos sorrirem. Impressionante até o desfecho.

school-life
Efeito Pigmalião (2019)
O dia a dia em uma escola de periferia de Paris é abordado aqui, com diálogos rápidos e um quê de drama. Leve, engraçado e que traz questões relevantes à situação social francesa. Até me fez lembrar Os Miseráveis (2019) - o drama, não o musical - apenas por retornar com as questões sociais e de imigração. Os dois filmes seguem caminhos distintos, é importante frisar e merecem atenção.

elle-fanning
Mary Shelley (2017)
Mary Shelley tinha 16 anos quando conheceu seu marido, com então 21, o poeta Percy Shelley. O filme conta este momento de sua vida, até o lançamento de Frankenstein em 1823. O livro é tido como terror e também como ficção científica - em tese, o primeiro do gênero no mundo. Mas, o livro vai além e é disso que trata o filme, dos temas que perpassam o horror dos crimes e da formação do homem-monstro. Frankenstein é sobre solidão, adaptação a um mundo enquanto renegado, um órfão que vive à margem, no desprezo e escárnio social. É um livro brilhante, um clássico que ultrapassa séculos e se mantem atual. Uma delícia de ler, uma escrita rica e vibrante.

petra-costa
Elena (2012)
Primeiro longa de Petra Costa (Democracia em Vertigem), este é um documentário de busca por sua irmã, Elena. Sensível, íntimo, pessoal e extremamente delicado e bem feito, é uma obra que nos puxa pra dentro da história sem percebermos e então já estamos envolvidos e quase fazendo parte daquela situação. Um grande filme, que trouxe a diretora para os holofotes do cinema brasileiro. A crítica segue aqui.

grace-and-frankie-netflix
Grace e Frankie (2015-)
Uma série leve e divertida com elenco espetacular e várias temporadas é tudo o que precisamos para passar o tempo. As protagonistas são duas conhecidas de longa data, cujos maridos são amigos e trabalham em um escritório de advocacia. Após décadas de relacionamentos com elas, os dois assumem que são gays e têm um caso. É a hora da virada para todos eles e, então, as conhecidas viram amigas e passam a dividir as agonias, trapalhadas e alegrias da vida. Com Jane Fonda, Lily Tomlin, Sam Waterston e Martin Sheen como o quarteto complicado, garante gargalhadas em seis temporadas. 

grease - nos tempos da brilhantina
Grease (1978)
Adaptação do musical homônimo de 1971, traz Olivia Newton-John e John Travolta em um filme que se tornou clássico eterno de nossas vidas. Romance musical leve, conta a história de um garoto popular na escola que se envolve pela mocinha recém-chegada. Bem clichê, dançante, leve e maravilhoso. Abre o coração e entra nessa, que vale o tempo investido.

Posts Relacionados

0 comentários

//]]>