Netflix - Março 4.2020

by - março 28, 2020


          Estamos vivendo um momento diferente em nossas vidas e agora precisamos nos voltar para dentro, revermos quem somos, nos aproximarmos de nossas famílias e amigos, deixar pra lá a correria do dia a dia, do trabalho, daquele cotidiano cronometrado. O cronômetro parou e vamos seguindo com uma ampulheta, quase solidificando o tempo, essa matéria etérea que dá forma às nossas atividades. Criemos uma rotina interna e interior, de casa, de vida em outro ritmo e nesse momento, algo há de germinar e florescer. E agora, as dicas para o intervalo.

Personal Shopper (2016)
          Um suspense com um adendo sobrenatural é o que Olivier Assayas cria neste Personal Shopper. Kristen Stewart segue impressionante neste filme, um pouco com aquele olhar que nos deixa em dúvida sobre o que está acontecendo, característica que se equilibra perfeitamente com o clima do filme. Não dá medo, talvez uns sustos e a história que corre em paralelo nos prende da mesma maneira, com um roteiro tão sofisticado quanto a fotografia. Tudo combina. Não à toa, o diretor levou Cannes pra casa.

Atlanta (2016)
          Duas temporadas e aguardando uma terceira a ser lançada, esperamos, esse ano ainda, Atlanta é imprescindível. Donald Glover criou a série e a protagoniza, junto com um elenco impressionante. A história gira em torno de Earn e seus amigos, que buscam uma vida melhor em Atlanta. Inteligente, comédia crítica com o autor de This is America, a série ganha mais complexidades à medida que os episódios avançam. Assistam.

História de um Casamento (2019)
          Adam Driver e Scarlett Johansson são esse casal que se ama, mas o relacionamento segue um caminho complicado. Com um filho criança e tendo que decidir o futuro da relação, é uma trama adulta sobre um jovem casal, cujos desejos de vida contrastam tal qual suas identidades. De Noah Baumbach, o mesmo do adorado Frances Ha, é como se o diretor houvesse amadurecido o tema de um filme no outro – relações humanas e comportamento. Uma delícia de ver apesar do teor sério, pela sinceridade em temas difíceis. Grandes interpretações.  

Posts Relacionados

0 comentários