Rio de Janeiro: chegada!

by - março 09, 2008

Foto minúscula do Cristo na chegada ao Rio


Cheguei ao Rio de Janeiro. Em visita permanente, de mala e cuia, caí em Copacabana. Vim a estudos e trabalho, vim pra ficar. Mas, com toda a beleza e maravilha que a cidade carrega, a saudade de Salvador ainda supera em muito a vontade de ouvir carioquês.

Com o coração mais do que apertado, saí da minha terra, essa aí de que já reclamei tanto e vim pra cá... dizem que basta você sair de seu território para amá-lo ainda mais. É verdade... mas não pelo território em si, e sim pelo reconhecimento do espaço, das pessoas, da energia, da família, das religiões... Salvador é minha, afinal de contas.

O Rio é uma cidade linda e não há maior clichê. É cidade de todas as coisas que todo mundo sempre fala e as praias são muito cheias. As mulheres são lindas, têm bundas fantásticas e eu, pessoa normal que sou, fico tímida nas praias.

Dei a sorte de aterrissar com minha irmã a tiracolo e neste fim de semana fui recebida por Mari, uma amiga baiana que mora em Friburgo. Sushi também veio para um aniversário e consegui uma primeira semana muito engraçada.

É uma barra largar todo mundo de vez e ir pra um canto desconhecido, mas carregando todo mundo no coração, levo a certeza de que fiz a coisa certa e de que reconheço em cada uma das minhas pessoas, amigas e amores uma importância indescritível na minha formação. No máximo, vou chorar um pouco...ou muito e ligo desesperadamente pra ouvir a voz de alguém. Por enquanto tá tudo bem... tô conseguindo levar.

A faculdade é ótima e não vejo a hora do curso começar. Já tenho fila de livros me esperando e filmes para ver. Falando em filmes, vocês deviam ver o "Caderno 2" daqui... chega dá preguiça de ler. Muitas opções, muitos cinemas, teatros e eu perdi o show da Maria Bethania. Mais virão. Essa semana tem lançamento de filme pra ir e cara-de-pau pra catar emprego. Já estou olhando os classificados pra o próximo aluguel e soube que devo ter trabalho com isso... mas tudo se resolve!

Está tudo bem. Preciso tirar fotos e gastar rios de dinheiro nos passeios culturais de turista. Mando fotos na próxima sessão...

Posts Relacionados

8 comentários

  1. Primaaaaaaaaaa, aproveite muito, ta fazendo muita falta sim, mas a experiencia é fundamental! Me carregue na lembrança mais saborosa que eu fico muitissimo feliz! Afinal, a distancia não é nada para nós! Tecnologia, para que te quero? TE AMO! rs e AMO vc tb prima... MUITISSIMO!!! Beijos carioquêza Baianistica! =*

    ResponderExcluir
  2. Gente, ler esse post hoje em dia tem um ar gostoso (e estranho) da nostalgia... Caderno 2, classificados, telefone só com voz... Cara, como nossa vida mudou em 12 anos. É surreal como a gente acha que o tempo passa rápido mas, quando a gente olha para trás tem vezes que parece que há vidas inteiras entre o 'nós' de agora e o de outrora.

    Acho que nunca tinha lido esse post. É estranho ler a página inicial enquanto o livro termina (mesmo eu tendo espiado e participado de alguns capítulos)... sei que a experiência do RJ valeu e que te fez uma pessoa ainda mais incrível do que você já era. Gostei de ter esse encontro breve com a Tati de 2008. Saudades de um tempo mais simples, quando o mundo parecia mais brilhante e mais promissor.

    Agora, voltemos para a última página do livro...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Achei incrível esse reencontro também, talvez isso reforce a graça de escrever ao longo do tempo, a gente vai se encontrando com outras versões da gente no meio do caminho. Tamos aí, abrindo páginas novas, vamos em frente!

      Excluir
  3. Queria ter te conhecido aqui, em 2008 recém chegada a terras cariocas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhh!! <3 o que importa é que a gente se conheceu de qualquer jeito!! :D

      Excluir
  4. APROVEEE MEU COMENTARIO, OXE

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahahahahahahahahaha... gostei tanto que deixei aqui, assim mesmo!! <3

      Excluir

//]]>